• Ronaldo Gorga

PROBLEMAS CAUSADOS PELO EXCESSO DE FERRO



O ferro é um nutriente muito necessário para a vida, por isso sua mãe e médico já devem ter frisado o aumento do consumo, pois ele é essencial para transferir oxigênio para os tecidos. A hemoglobina, proteína das células vermelhas do sangue que contém ferro em seu núcleo, liga-se reversivelmente ao oxigênio e fornece-lhe os tecidos. Sem oxigenação adequada, nossas células começam a morrer rapidamente.


Além disso o ferro é essencial para diversas enzimas e proteínas, estando envolvido na produção de energia, função imunológica, metabolismo e função endócrina. Por esses motivos a baixa quantidade de ferro (anemia) pode causar problemas significativos de saúde.


Em contra ponto o excesso de ferro é muito comum entre nós e pode ser tão problemática quanto. Nosso corpo tem uma capacidade limitada em excretar ferro, então ele pode ser facilmente acumulado em órgãos como figado, coração e pâncreas. Isso é perigoso porque o ferro é um oxidante potente que pode danificar seus tecidos e contribuir para uma gama de problemas de saúde como:


O ferro causa danos tão significativos principalmente por catalisar uma reação dentro da membrana mitocondrial interna, quando ele reage com peróxido de hidrogênio, formam-se radicais livres que são muito prejudiciais, causando disfunção mitocondrial que é associado com doenças degenerativas cronicas. Esses radicais livres danificam também membranas celulares, células tronco, proteínas e o DNA.


Homens adultos e mulheres na menopausa correm risco dessa sobrecarga de ferro, uma vez que não perdem sangue regularmente. Além disso outros contribuintes para altos níveis de ferro incluem:

  • Comer alimentos processados enriquecidos com ferro (normalmente utilizam ferro inorgânico);

  • Beber água com alto teor de ferro;

  • Tomar diversas vitaminas e suplementos minerais com ferro;

  • Consumir álcool regularmente, pois isso aumenta a absorção do álcool;

É recomendável que você verifique os níveis de ferro no corpo através de um simples exame de sangue chamado teste de ferritina sérica. A faixa saudável de ferro fica ente 20 e 80 ng/ml. Abaixo de 20 é um indicador de deficiência de ferro e acima de 80 você tem em excesso.


Portanto se sua ferritina estiver alta, a maneira mais fácil de reduzir é doando sangue e evitando alimentos enriquecidos com ferro e suplementos com o mesmo.



Fale com a gente (11) 97658-4670

  • Instagram Social Icon
  • Facebook Social Icon

Copyright © 2020 Dr. Ronaldo Gorga. Todos os Direitos Reservados