• Ronaldo Gorga

Como tornar o jejum mais fácil, seguro e eficaz


O KetoFast aumentará os benefícios do meu programa básico de MMT

O ímpeto por trás do "KetoFast" foi duas grandes descobertas: primeiro, que jejum de água é uma intervenção de saúde muito benéfica; e segundo, que embora o jejum de água fosse uma estratégia ideal, o fato de que no século 21 aumentamos a exposição a substâncias tóxicas, o que torna potencialmente perigoso fazer jejuns de água prolongados.

Agora estamos rodeados e expostos a cerca de 80.000 produtos químicos em nosso ambiente, a maioria dos quais é lipossolúvel, o que significa que eles se acumulam nas células de gordura. O jejum, por sua vez, expulsa as toxinas das células adiposas e as libera no organismo, o que pode ter resultados devastadores dependendo do seu nível de toxicidade.

Além disso, por não comer, você também não está fornecendo ao seu corpo os nutrientes necessários para neutralizar e eliminar com eficácias as toxinas liberadas. Minha resposta para esse dilema foi conceber — com base nas melhores evidências científicas que pude encontrar —um programa de jejum que imitasse o jejum de água de vários dias, dando suporte aos seus mecanismos de desintoxicação e minimizando os riscos associados à toxicidade.

O protocolo KetoFast também é mais fácil de seguir do que o jejum de água de vários dias e oferece maiores benefícios, pois você pode realizá-lo com mais frequência do que o jejum de água de vários dias.

A ressalva é que você precisa ter feito pelo menos um mês de jejum intermitente diário atingindo a cetose nutricional, conforme descrito em “Fat for Fuel”, antes de passar para o KetoFast. Assim que você estiver metabolicamente flexível e puder queimar gordura como combustível, a combinação de cetose nutricional cíclica e jejum parcial pode ampliar ainda mais sua perda de peso, saúde geral e longevidade.

Por que fazer jejum?

O jejum tem uma diversos benefícios à saúde, incluindo uma melhora radical do sono, que por sua vez é um componente crucial para a saúde e a longevidade. Quando você está em jejum, muitas vezes você acaba dormindo muito melhor e que sua cognição melhora graças à limpeza e regeneração biológicas que ocorrem em todo o corpo, incluindo o cérebro.

Na minha opinião, uma das principais razões pelas quais você deveria jejuar é acelerar a autofagia. Este é o processo de limpeza inato do seu corpo, no qual mitocôndrias, proteínas e componentes celulares danificados são digeridos e reciclados durante a fase de regeneração, que ocorre durante a realimentação.

É importante perceber que muitos dos benefícios do jejum ocorrem quando você começa a comer de novo, e é por isso que entrar e sair do jejum e do período de alimentação é tão importante. Metade do processo ocorre na ausência de alimentos, enquanto a outra metade ocorre quando o alimento é reintroduzido no organismo.

Este é outro motivo pelo qual não recomendo jejuns mais longos, pois isso o impedirá de fazer jejum com frequência, limitando, o número de ciclos de regeneração que você pode gerar com isso.

Segurança e contraindicações

Apesar de todos os seus benefícios, o jejum - sobretudo o jejum de água de vários dias - não é para todos. Assim como acontece com outros tipos de jejum prolongado, você não deve fazer o KetoFast se você estiver:

  • Abaixo do peso

  • Em gestação

  • Amamentando

  • Sofrendo um transtorno alimentar

Esta é uma pequena minoria de pessoas e para mulheres grávidas e lactantes é uma contra-indicação temporária. Para a maioria dos outros, é provável que o jejum proporcione benefícios significativos à saúde, e meu protocolo KetoFast aumenta não apenas suas chances de fazer o jejum com sucesso, mas também melhora a segurança, pois é projetado para apoiar a desintoxicação.

Por que eu não recomendo a cetose nutricional contínua

Os livros "Fat for Fuel" e "KetoFast" enfatizam a importância de uma dieta cetogênica cíclica. Um engano comum é que, como a cetose nutricional é tão benéfica, é lógico que permanecer em cetose pelo resto da vida seria o melhor a se fazer. Eu discordo dessa abordagem, tendo experimentado as desvantagens dela em primeira mão.

Para começar, o ceto contínuo pode começar a causar estragos em seu sistema hormonal, sobretudo na tireoide. É importante perceber que a cetose nutricional é um processo catabólico, o que significa que você está decompondo suas células. Este é um processo benéfico e necessário, mas você também precisa reconstruir seu corpo!

Muitos anunciam a dieta cetogênica como algo que você mantém para sempre, e eu descobri bem rápido que isso não é uma boa ideia. Depois de alguns meses, você começa a perder massa muscular, por exemplo, que é o exato oposto do que você quer, sobretudo se você for mais velho, já que perderá massa muscular com a idade.

Portanto, eu recomendo que você entre e saia da cetose assim que tiver recuperado sua flexibilidade metabólica e for capaz de queimar gordura como combustível de maneira eficaz. Em outras palavras, você fica em cetose apenas o tempo suficiente para ter certeza de que está queimando gordura e, então, passa a uma abordagem mais equilibrada, em que adiciona quantidades maiores de carboidratos saudáveis ​​uma ou duas vezes por semana.

O lado escuro do jejum de água

Eu também não recomendo o jejum estrito de vários dias com o consumo apenas de água, embora esta tenha sido uma abordagem muito bem-sucedida e benéfica na história. A razão para minha mudança de visão é a seguinte: nossa exposição a substâncias tóxicas aumentou bastante, o que torna o jejum mais arriscado agora do que nunca foi antes.

Como mencionado antes, as toxinas solúveis em gordura são armazenadas nas células de gordura e, quando você perde peso rápido, essas toxinas são liberadas, com efeitos que podem ser devastadores.

As coisas pioram pelo fato de que muitas pessoas têm sistemas de desintoxicação que funcionam mal e não são saudáveis ​​o suficiente do ponto de vista metabólico para metabolizar todas essas toxinas. As vias de desintoxicação fase dois, em particular, tendem a ser deficientes em muitas pessoas. A toxicidade é o motivo pelo qual as pessoas se sentem mal ao jejuar. Não é um resultado do processo de jejum em si.

Outra razão pela qual eu não recomendo o jejum de água de vários dias é porque a adesão é muito pobre. Se você não puder cumprir o programa, não poderá colher os benefícios. Muitos preferem perder um pé do que ficar sem comer de cinco a sete dias seguidos. Meu protocolo KetoFast é uma abordagem pragmática projetada para otimizar a conformidade.

Por último, quando você está fazendo jejum de água de vários dias, você está limitado em quantas vezes por ano pode fazê-lo. Se você fizesse isso uma vez por mês, o que seria raro, você ainda passaria pelo processo de regeneração apenas 12 vezes por ano. Se você fizer o jejum uma vez por trimestre, reduz para quatro vezes por ano. Você também deve se alimentar com mais cautela depois de passar vários dias sem comer.

Com o KetoFast você pode percorrer o processo de regeneração em qualquer lugar de 52 a 104 vezes por ano, e você pode fazer a festa, comendo muitas proteínas e carboidratos no dia em que quebrar seu jejum.

Definido o KetoFast

Eu não acho que seja sábio pular para o KetoFast sem fazer o trabalho preliminar detalhado em "Fat for Fuel". Você precisa ser metabolicamente flexível e capaz de queimar gordura como combustível antes de iniciar o KetoFast. No mínimo, você não deve pular a etapa nº 1 (abaixo). Dito isso, a seguir está um resumo de três etapas do meu protocolo KetoFast.

1.Introdução — O primeiro passo é comprimir sua janela diária de alimentação para seis a oito horas por, pelo menos, quatro semanas, o que significa que você vai ingerir todas as calorias do dia ao longo de um período de seis a oito horas e jejuar nas 16 a 18 horas restantes. Além disso, certifique-se de fazer sua última refeição pelo menos 2 a 3 horas antes de deitar para evitar a criação de radicais livres desnecessários.

Eu recomendo examinar suas cetonas para confirmar que você está em cetose (o que significa que seu corpo está queimando gordura), sobretudo se você estiver acima do peso, ou for diabético, pois pode levar mais tempo para mudar. Ketocoachx.com é o melhor medidor de cetonas no sangue que existe e custa apenas 70 centavos por tira. É um medidor novo que foi disponibilizado no final de abril de 2019.

2.Dias de ketofast — restaurar sua flexibilidade metabólica para queimar gordura como combustível, você pode passar para a segunda fase, que envolve uma refeição única de 300 a 500 calorias, sendo um café da manhã, seguido por um jejum de 24 horas apenas com água rápido, uma ou duas vezes por semana.

Para determinar quantas calorias você deve ingerir nessa refeição, primeiro calcule sua massa corporal magra, subtraindo seu percentual de gordura corporal de 100. (Logo, se você tem 20% de gordura corporal, possui 80% de massa magra).

Fazendo apenas uma refeição de 300 a 500 calorias e depois jejuando por 24 horas, você terá consumido uma única vez em 42 horas. Isso permitirá que seu corpo esgote os estoques de glicogênio do fígado, o que envia a autofagia às alturas.

Nos dias de KetoFast, você também precisa evitar quaisquer suplementos que inibam a autofagia. Os suplementos usados ​​que devem ser evitados por esse motivo incluem metilfolato, vitamina B12, cetonas exógenas, calostro e glutamina.

Os suplementos que suportam a autofagia que você pode tomar durante o seu KetoFast incluem berberina, ECGC, extrato de casca de romã ou pó e chá de camomila orgânico, porque eles ativam a autofagia e apoiarão o processo.

3.Dia de realimentação — Depois de completar seu KetoFast de 42 horas, é hora de voltar a se alimentar. Este também é o momento perfeito para fazer um treinamento de força intenso e se abastecer de proteína animal, como carne vermelha de gado terminado a pasto e/ou proteína de soro de leite, já que agora você está no modo de reconstrução, o que inclui construção muscular.

Você também pode aumentar seus carboidratos para 100 ou 150 gramas. Uma sequência ideal para este dia é fazer seu treinamento de força em jejum e depois fazer uma grande refeição. Agora também é a melhor hora para usar sua sauna (veja abaixo).

Quanto ao número de refeições no dia da realimentação, mantenho-o consistente com minha programação normal de jejum intermitente. Eu como mais em cada refeição. Então, por exemplo, em vez de comer dois ovos na minha salada, vou comer três no dia da realimentação; em vez de ter proteína vegana na minha vitamina, vou mudar para o concentrado de soro de leite de vacas terminadas a pasto.