• Ronaldo Gorga

Hábitos que deixam os vegetais menos saudáveis



A alimentação moderna em geral, carece de nutrição pois as escolhas alimentares não são ideais, a população normalmente gasta mais com alimentos industrializados/processados do quem em alimentos reais carregados de vitaminas, minerais e antioxidantes.


Outro ponto importante a se ressaltar é que mesmo alimentos saudáveis como legumes, provavelmente não são tão nutritivos quanto antes. O solo em que são plantados não são mais ricos e férteis como antes, a terra é despida de nutrientes vitais que as plantas precisam para crescer e ser repleto de nutrientes.


Dito isto, você certamente deseja aproveitar os nutrientes que seus alimentos contêm para que possam ser absorvidos e utilizados pelo seu corpo. Isso começa na sua cozinha, onde alguns hábitos surpreendentemente comuns podem reduzir ainda mais o conteúdo de nutrientes de seus vegetais.


Portanto você não quer praticar outros hábitos que podem deixar sua alimentação menos nutritiva ainda, aqui listei atitudes que podem diminuir o valor nutricional dos seus alimentos.


  • Guardar a alface de maneira errada

Se você guarda as folhas inteira, pare, é melhor rasgá-los antes de guardar na geladeira. Quando as folhas de alface são rasgadas, elas tem um aumento na produção de fitonutrientes protetores. Contanto que você coma a alface dentro de alguns dias, poderá aproveitar esse conteúdo extra de fitonutrientes na alface rasgada.


  • Ferver os vegetais

Nutrientes valiosos como vitamina C lixiviam a água, por exemplo, após 10 minutos de ebulição, três quartos dos fitonutrientes no espinafre serão perdidos na água do cozimento. Embora isso não seja tão problemático se você estiver fazendo sopa, na qual consumirá a água junto com os nutrientes, se estiver procurando preparar apenas um vegetal, é melhor cozinhar a vapor ou levemente refogar.


  • Comer salada com molho sem gordura

Temperar saladas com azeite e temperos naturais pode aumentar o valor nutricional, adicionando gorduras boas e outras vitaminas. Quando usamos molhos industrializados, eles não têm os mesmos nutrientes, além de conterem açúcar/frutose para garantir um sabor melhor. O excesso de frutose em sua dieta gera resistência à insulina e à leptina, que estão no coração não apenas do diabetes, mas também da maioria das outras doenças crônicas. Além disso as gorduras boas (azeite, óleo de coco) aumenta a absorção de determinados nutrientes. Se você preferir vestir sua salada apenas com vinagre, ainda poderá obter esse efeito de absorção de gordura adicionando outras adições saudáveis, como abacate ou ovos.


  • Descartar as partes mais nutritivas dos vegetais

É comum que descasquemos e cortamos as cascas dos vegetais, no entanto geralmente essa parte contêm as fontes mais concentradas de nutrientes. Por exemplo, o topo verde escuro das cebolinhas é muito nutritivo e muita gente joga fora, do mesmo jeito que as folhas da beterraba. Maçãs são outro exemplo, grande parte do poder antioxidante das maçãs está contido na casca, onde você encontrará antioxidantes como catequina, procianidinas, ácido clorogênico e ploridizina.


  • Comer batatas logo após cozinha-las

Não recomendo comer batata com frequência, pois seus açúcares são rapidamente convertidos em glicose, que aumenta os níveis de insulina. No entanto, se você optar por comê-los, pelo menos esfrie-os por cerca de 24 horas após o cozimento. Isso converte o amido em um tipo digerido mais lentamente e transforma esse vegetal de alto índice glicêmico em um de baixo índice glicêmico.


  • Cortar as cenouras antes de cozinhar

Resista ao desejo de cortar suas cenouras antes de cozinhar sopa. Pesquisas sugerem que manter as cenouras inteiras e cortá-las depois de cozidas, ajuda a reter os nutrientes. Além disso, como tomates, as cenouras podem ser melhores cozidas do que cruas. Cozinhar ajuda a quebrar as paredes das células, para que seu corpo tenha mais facilidade na absorção de nutrientes. Um estudo descobriu que as cenouras cozidas tinham níveis mais altos de betacaroteno e ácidos fenólicos do que as cenouras cruas.


  • Comprar brócolis em florete

O brócolis é um dos vegetais mais saudável e de combate ao câncer que podemos comer, porém seus nutrientes são perecíveis. Um estudo descobriu que os brócolis podem perder 75% de seus flavonóides e 80% de seus glucosinolatos benéficos apenas 10 dias após a colheita.11 Quando o brócolis foi cortado em floretes, a taxa de perda de antioxidantes dobrou, então de preferência para brócolis frescos e inteiros, não apenas os floretes.


  • Descartar o líquido de cozimento dos feijões

Cozinhar feijão seco a partir do zero é preferível às versões enlatadas, devido ao potencial de BPA nos revestimentos das latas. No entanto, o líquido de cozimento retém grande parte dos nutrientes após o cozimento do feijão. Um truque é deixar o feijão repousar no líquido por cerca de uma hora após o cozimento, para ajudá-lo a reabsorver alguns dos nutrientes perdidos. Cozinhar o feijão em uma panela de pressão também pode preservar mais nutrientes do que cozinhar o feijão usando outros métodos.


  • Cozinhar o alho sem deixar descansar

O alho contém os precursores da alicina, que é um dos antioxidantes mais potentes do reino vegetal. De fato, os pesquisadores determinaram que o ácido sulfênico, produzido durante a rápida decomposição da alicina, reage e neutraliza os radicais livres mais rapidamente do que qualquer outro composto conhecido, é quase instantâneo. O alho tecnicamente não contém alicina, mas contém dois agentes que reagem para formar o composto rico em enxofre alicina quando a planta precisa. O alho possui um sistema de defesa robusto para se proteger de insetos e fungos. Enzimaticamente produz alicina em segundos quando é ferido. O esmagamento de seus tecidos causa uma reação química entre a alina e a alinase, e a alicina é produzida o "inseticida" da natureza. É isso que faz do alho um anti-infeccioso tão potente quanto o que produz esse aroma pungente quando você o corta. A alicina é rapidamente desativada pelo calor. No entanto, se você deixar o alho picado descansar por 10 minutos antes de expô-lo ao calor, a enzima que cria a alicina terá tempo para terminar de trabalhar e seu prato acabado deverá ter um teor de alicina muito mais alto.



Fale com a gente (11) 97658-4670

  • Instagram Social Icon
  • Facebook Social Icon

Copyright © 2020 Dr. Ronaldo Gorga. Todos os Direitos Reservados