• Ronaldo Gorga

PRÉ-DIABETES: O QUE É E TEM CURA?



Segundo o hospital Oswaldo Cruz o Brasil tem aproximadamente 40 milhões de pré-diabéticos, o que é um número alarmante. Mas o que é essa pré-diabetes? É uma condição caracterizada por níveis de açúcar no sangue acima do normal, que aumentam o risco de desenvolver diabetes tipo 2, doença renal crônica e doença cardiovascular.


Mas saiba que o pré-diabetes é um sinal de alerta da diabetes tipo 2, porém pode ser revertido antes que danos duradouros sejam realizados, melhorando a dieta e praticando exercícios.


A pré-diabetes é definida como uma elevação da glicose no sangue acima de 100 miligramas por decilitro (mg/dl), mas inferior a 125 mg/dl, momento em que se transforma em diabetes tipo 2.


Então a pré-diabetes é perigosa? Se não for tratada sim, é um estado inicial de resistência à insulina, conhecida como tolerância à glicose diminuída. Não possui sintomas óbvios, portanto muitas pessoas são afetadas por essa doença e nem sabem. No entanto existem fatores de risco para a doença que incluem:


  • Estar acima do peso;

  • Ter 45 anos ou mais;

  • Histórico familiar de diabetes tipo 2;

  • Sedentarismo;

  • Ter tido diabetes gestacional;

  • Ter síndrome do ovário policístico.

Ter uma dieta rica em açúcares e alimentos processados também ajuda a desenvolver pré-diabetes e ela pode ser tão perigosa por se transformar em diabetes tipo 2. Porém mesmo se não progredir, o pré-diabetes está associado a ataques cardíacos, danos nos rins e significa que você tem resistência a insulina.


Quando maior for seu marcador de resistência a insulina, mais chance de doenças crônicas você terá, não apenas diabetes, mas doenças cardíacas, síndrome metabólica, declínio cognitivo e câncer.


Se você busca reverter sua pré-diabetes aqui vão algumas dicas:

  • Faça jejum intermitente: Ele melhora a resistência à insulina e melhora o gerenciamento de açúcar no sangue.

  • Limite o consumo de açúcares: consuma no máximo 15 gramas de açúcares/frutose por dia, lembre-se que o açúcar está presente em diversos alimentos, até nas frutas e não apenas em pó, como vemos.

  • Substitua os carboidratos por gorduras boas.

  • Faça exercícios regularmente a cada semana e aumente o movimento físico durante o dia, com o objetivo de passar menos tempo sentado.

  • Tenha noites boas de sono: Isso ajuda a normalizar o sistema hormonal.

  • Otimize os níveis de vitamina D



Fale com a gente (11) 97658-4670

  • Instagram Social Icon
  • Facebook Social Icon

Copyright © 2020 Dr. Ronaldo Gorga. Todos os Direitos Reservados