• Ronaldo Gorga

O PERIGO DA GORDURA TRANS



Há diversas ligações alimentares entre demência e doença cardíaca. Açúcar/ frutose em excesso e consumo de gordura trans são fatores que promovem ambos.

Não é surpresa que pesquisas recentes tenham mostrados que as doenças cardíacas amentam a chance de desenvolver Alzheimer. Os danos vasculares podem predispor o seu cérebro ao aumento do acumulo de placa amiloide, que é uma característica desta doença degenerativa no cérebro.

Durante décadas, as gorduras saturadas foram culpadas de causa de doenças cardíacas. A indústria alimentícia, substitui as gorduras saturadas por gordura trans e um novo mercado de alimentos com baixo teor de gordura (mas com alto teor de açúcar) nasceu.

A gordura saturada nunca foi culpada de doenças cardíacas, essa suposição foi baseada em pesquisas erradas. Na verdade, as gorduras trans (encontradas em óleos vegetais parcialmente hidrogenados) que são responsáveis pelo aumento das taxas de doenças cardíacas e também o consumo dessa gordura está ligado a um maior risco do comprometimento da memória.

A gordura trans pode atuar como um pró-oxidante, contribuindo para p estresse oxidativo que causa danos celulares.

Para ficar claro para todos, existem dois tipos de gorduras em nossa dieta que podem causar doenças cardíacas, a gordura trans, encontrada em óleos hidrogenados, pois impedem a síntese da prostaciclina que é necessária para manter o fluxo sanguíneo. Além da trans, o colesterol oxidado, se forma quando óleos vegetais poli-insaturados são aquecidos, e causa a formação aumentada de tromboxano, um fator que coagula o sangue.

Na última década as pessoas têm fobia de gordura de forma equivocada, o que acarretou num amento significativo no aumento de demência e distúrbios neurológicos, pois nosso cérebro não pode funcionar adequadamente sem gorduras. Na verdade, a maioria das pessoas se beneficia de até 50 a 85% de suas calorias diárias na forma de gorduras para uma saúde ideal.

Lembre-se de evitar a gordura trans e consumir gorduras boas, mas hoje em dia é difícil conseguir evitar a trans pois até alimentos com rótulos “sem gordura trans” podem conter, pois os fabricantes não precisam listar esse tipo se estiver abaixo de uma certa quantidade. Por isso para conseguir evitar essa gordura, temos que evitar qualquer alimento que contenha ou seja frito em óleo vegetal parcialmente hidrogenado, portanto fique de olho nos rótulos.

Nosso corpo pode eliminar a gordura trans em cerca de 1 mês, porém a maioria dos brasileiros tem uma dieta rica em alimentos processados, que são ricos em gordura trans. Portanto se você quer melhorar sua saúde, principalmente a o coração, cérebro e intestino, evite alimentos processados.

Portanto além de parar de consumir alimentos processados, evite açúcar, frutose. Ter uma diet rica em alimentos integrais, orgânicos. Substitua os carboidratos por grandes quantidades de vegetais, por quantidades moderadas de proteína de alta qualidade.

Aposte nas gorduras boas para otimizar sua saúde, que são:

  • Abacates;

  • Manteiga ghee;

  • Gemas de ovos;

  • Óleo de coco;

  • Óleo de nozes não aquecido;

  • Nozes cruas como amêndoas, nozes, macadâmias.


Fale com a gente (11) 97658-4670

  • Instagram Social Icon
  • Facebook Social Icon

Copyright © 2020 Dr. Ronaldo Gorga. Todos os Direitos Reservados