• Ronaldo Gorga

ESSES ALIMENTOS PODEM DIMINUIR A FERTILIDADE



Enquanto você está comendo um hambúrguer de fast-food, batata frita, sorvete e

refrigerante, a ultima coisa que deve passar pela sua mente que isso está afetando sua contagem de esperma (especialmente se você é mulher). Infelizmente esses alimentos e outros podem causar danos permanentes aos espermatozoides, de acordo com Havard.


Foram analisados cerca de 3.000 homens entre 18 e 20 anos, e descobriram que quem tinha uma dieta rica em vegetais, frango, frutas e peixes tinham uma contagem maior de espermatozoides do que aqueles que tinham uma dieta rica em junk foods e alimentos processados.


Segundo a OMS, uma contagem normal contém 39 milhões ou mais de espermatozoides, os participantes que tinham a dieta ruim continham cerca de 25 milhões espermatozoides a menos do que os indivíduos com hábitos alimentares saudáveis.


A ligação pode ser pela quantidade menor de antioxidantes que essas pessoas recebiam. Alimentos processados e junk food aumentam o estresse oxidativo, afetando negativamente os espermatozoides. Pois esses alimentos prejudicam a saúde das células produtoras de esperma. Esses danos causados na juventude podem ser irreversíveis.


Nos últimos tempos a contagem de espermatozoides ao redor do mundo diminuiu em mais de 50%, entre 1973 e 2013 e continua a diminuir. Substâncias químicas desreguladoras endócrinas, radiação excessiva de tecnologias sem fio, sedentarismo e obesidade desempenham um papel significativo nesse declínio.


Se você luta contra o excesso de peso e o sedentarismo, conheça o Emagrecimento Gorgeous, um curso que além de um plano alimentar focado para emagrecimento, contém um guia de exercícios semanal, além de orientações passo a passo de como reprogramar seu organismo para a queima de gordura.




Portanto, se você quer aumentar sua fertilidade naturalmente, além de uma dieta saudável rica em antioxidantes, você pode:

Fale com a gente (11) 97658-4670

  • Instagram Social Icon
  • Facebook Social Icon

Copyright © 2020 Dr. Ronaldo Gorga. Todos os Direitos Reservados