• Ronaldo Gorga

CREATINA: O QUE SABER ANTES DE SUPLEMENTAR



Primeiro vamos entender o que é a cretina, ela é um aminoácido natural que é encontrada na carne e no peixe, embora também seja produzida pelo corpo humano no fígado, rins e pâncreas. E é convertida em creatina fosfato ou fosfocreatina, com 95% da fosfocreatina armazenada no músculos, onde é usada como energia e 5% é depositada no cérebro, rins e fígado.

Estima-se que 1,5% a 2% da creatina em nosso corpo seja convertida em creatina diariamente. Mas existem diversos suplementos de creatina hoje, são eles:

  • Creatina monohidratada;

  • Cloridrato de creatina;

  • Creatina HCI;

  • Nitrato de creatina;

  • Tri-Creatina Malato.

Porém carnes vermelhas, frango e alguns peixes são fontes naturais de creatina.

Você já deve ter ouvido que a creatina é usada por fisiculturistas ou atletas de alta performance. Normalmente ela é usada para a ressíntese de adenosina trifosfato (ATP) a energia que impulsiona as capacidades musculares. Cerca de 40% das reservas de creatina no corpo são livres de creatina (CR) enquanto os 60% são armazenados como fosfato de creatina (CP).

Quando um músculo precisa se contrair, as ligações na molécula de ATP se dividem e produzem ADP ou adenosina difosfato. A energia liberada pela quebra desse vinculo, potencializa a contração muscular.

Uma vez que o ATP é eliminado na celular, o músculo não pode mas se contrair. Felizmente o método mais rápido para reabastecer as reservas de ATP do corpo é via CP que é dividido para produzir a porção de fosfato necessária para o ATP.

A suplementação de creatina aumenta o conteúdo de CR e CP nos músculos, assim aumentando a capacidade deles em regenerar o ATP, permitindo a preservação da potencia do corpo durante períodos de exercícios de alta intensidade. Infelizmente esses períodos são breves pois a capacidade da célula de armazenar CP é limitada, de modo que o corpo eventualmente procurará outros métodos para refaze o armazenamento de ATP.

Então acredita-se que a creatina aumenta a massa muscular, assim como aumenta o desempenho atlético. Outros benefícios à saúde associados a creatina incluem:

  • Auxilia as células musculares a produzirem mais energia: A creatina aumenta as reservas de fosfocreatina nos músculos, que produz ATP.

  • Apoia outras funções musculares: A creatina pode alterar vias celulares que resultam em um novo crescimento muscular. Ela pode impulsionar a formação de proteínas que criam novas fibras musculares, sinalizando para nosso corpo construir mais massa muscular. Certos suplementos de creatina podem aumentar o conteúdo de água dos músculos e o tamanho deles.

  • Reduz fadiga e cansaço: Vários estudos descobriram que creatina pode fornecer energia adicional e aumentar os níveis de dopamina.

  • Melhora a função cerebral: Como a creatina aumenta os níveis de ATP, ela pode ajudar o cérebro a produzir mais ATP e auxilia na função cerebral através do aumento dos níveis de dopamina e da função mitocondrial.

  • Ajuda a combater doenças neurológicas: A creatina tem um potencial para reduzir e retardar a progressão de doenças neurológicas.

  • Reduz o riscos e perda muscular relacionada a idade: Ao envelhecer as fibras de contração e um hormônio anabólico IGF-1, que se encontram nos músculos começam a se deteriorar. Tomar creatina na idade adulta pode levar a um menor risco dos efeitos degenerativos da perda de massa muscular relacionada a idade, uma vez que aumenta a integridade das fibras musculares de contração rápida e aumenta os níveis de IGF-1.

  • Diminuição dos níveis de triglicérides: Estudos destacam o potencial da creatina para ajudar na redução dos níveis de triglicérides em homens e mulheres com altas concentrações dessas gorduras insalubres.

  • Diminui os níveis de homocisteína do corpo: Foi relatado que creatina reduz os níveis de homocisteína, um aminoácido que está ligado a doenças cardíacas.

  • Aumenta a densidade óssea: A creatina pode ser benéfica para o desenvolvimento e manutenção óssea, pois pode melhorar a produção de energia celular. De fato a creatina pode ser usado para ajudar na cura de fraturas ósseas e no tratamento para osteoporose.

Mas antes de sair correndo para tomar um suplemento de creatina, consulte seu medico, pois existem alguns efeitos colaterais ligados a ele, como:





Fale com a gente (11) 97658-4670

  • Instagram Social Icon
  • Facebook Social Icon

Copyright © 2020 Dr. Ronaldo Gorga. Todos os Direitos Reservados