• Ronaldo Gorga

ALIMENTOS MOFADOS: É SEGURO COMER?



Bolor são fungos microscópicos e até o momento não se sabem ao certo quantas espécies existem mas estimativas variam até 300.000.

Quando o mofo aparece na comida, existem algumas estratégias para determinar se a comida é segura para consumo ou não. De modo geral, alimentos mais macios como pão devem ser descartados, pois quando enxergamos o mofo, aquilo é só uma parte visível do fungo, como se fosse a ponta de um iceberg.

Já alguns alimentos são produzidos usando o mofo como ingrediente ou parte do processo, como por exemplo, bebidas alcoólicas, molho de soja e alguns queijos. Embora esses tipos de alimentos sejam seguros para comer, se você tem alergia a bolor é melhor ficar longe.

A lista de alimentos aproveitáveis com crescimento de fungos é muito menor do que a lista que deve ser descartada imediatamente. Aprender a diferenciar os alimentos nessas listas começa com o entendimento de como o mofo cresce.

O mofo se espalha através dos esporos produzidos pelo fungos a medida que amadurecem. Uma vez que ele tenha germinado e crescido, o mofo visível é a parte reprodutora chamada esporângio e cada um deles libera dezenas de milhares de esporos para espalhar os fungos.

Abaixo deles tem raízes chamadas hifas, que vão invadindo a comida, enviando um talo para se elevar acima da superfície.

Os esporos que são a cor ao mofo. Eles são tão pequenos que as vezes não vemos a olho nu, portanto além da cor visível do mofo ele também pode se espalhar por toda a comida. O mofo prefere condições quentes, úmidas e exigem uma fonte de nutrição, seja qualidade do ar adequada e umidade adequada. Mas isso não quer dizer que alguns mofos podem se desenvolver em outros ambientes como geladeira.

Algumas pessoas acreditam que ao aquecer o alimento contaminado com mofo irá matá-los, porém isso não é verdade. O mofo pode produzir micotoxinas venenosas, existem diversos tipos de micotoxinas mas apenas algumas são encontradas regularmente em grãos e sementes com potencial para prejudicar os seres humanos e o gado.

Embora a contaminação visível pelo mofo seja superficial, as micotoxinas são capazes de causar danos significativos. Alguns tipos específicos de micotoxinas chamadas aflatoxinas têm efeitos cumulativos ou a longo prazo na saúde, incluindo uma associação com câncer e deficiência imunológica. As aflatoxinas são algumas das substancias químicas mais tóxicas conhecidas e estão mais presentes em cereais (milho, trigo, arroz), oleaginosas e especiarias.

Outro ponto importante para dar atenção é que se você abrir um saco de pão mofado, não cheire. A inalação de fungos pode desencadear dificuldade respiratória, irritação nasal, irritação ocular e sibilância. Já a ingestão deles podem resultar em doenças hepáticas, gastrointestinais e carcinogênicas.

O fungo Aspergillus, pode desencadear uma infecção chamada aspergilose, que afeta o pulmão ou até mesmo o corpo inteiro. A aspergilose invasiva é o tipo mais grave e invade os vasos sanguíneos.

Se em sua casa os alimentos mofam rápido demais, existem algumas táticas para reduzir isso, uma limpeza completa na geladeira uma vez por semana é uma delas, pois qualquer bactéria ou parasita capaz de causar intoxicação alimentar pode ser transferido para prateleiras. Além disso:

  • Limpe o interior da geladeira com 1 colher de sopa de bicarbonato de sódio em 1 litro de água e depois enxague e seque;

  • Mantenha panos de pratos, toalhas, esponjas limpos;

  • Procure manter o nível de umidade da casa abaixo de 40%;

  • Verifique os alimentos antes de comprá-los no supermercado para sinais visíveis de mofo ou para datas de validade.

Mas o que fazer ao achar mofo na comida?

Jogue a comida em um saco de lixo coberto e depois limpe a área onde a comida foi armazenada, verificando os itens próximos que o alimento mofado pode ter tocado. Embora seja melhor descartas, você pode salvar, por exemplo, queijos duros, presunto curato e alimentos mais firmes, pois o mofo tem dificuldade de penetrar nesses alimentos. Portanto corte pelo menos 2,5 cm ao redor e abaixo do mofo, mantendo a faca sem encostar nele para evitar contaminação, apos isso guarde a comida em um novo recipiente.


Fale com a gente (11) 97658-4670

  • Instagram Social Icon
  • Facebook Social Icon

Copyright © 2020 Dr. Ronaldo Gorga. Todos os Direitos Reservados