O Magnésio para benefícios mentais


A recente pandemia de corona vírus infectou mais de 5 milhões de pessoas e causou mais de 300.000 mortes. Esta pandemia também atrapalhou grandes empresas e escolas, fazendo com que o mundo todo tivesse que adaptar novamente, causou o distanciamento social e obrigou milhões de pessoas a ficarem confinadas em suas casas.

O confinamento social pode levar a sentimentos de ansiedade, estresse e depressão, e isso pode levar a outros problemas para a saúde. Embora as pessoas possam se exercitar e buscar ajuda psicológica, os nutrientes podem fazer a diferença, sendo o magnésio o mais importante.

Aproximadamente 50% dos adultos que participaram dessa pesquisa não estão recebendo a quantidade média estimada de magnésio. De fato, a maioria das pessoas consome apenas cerca de 250 mg de magnésio por dia.

Assim, uma porcentagem substancial da população é provavelmente deficiente em magnésio e pode se beneficiar tomando uma pequena dose de magnésio por meio de suplemento.

Na verdade, até 30% da população é deficiente em magnésio com base em níveis baixos de magnésio sérico, e até 84% de certas populações de pacientes são deficientes em magnésio ao usar o teste de carga de magnésio IV padrão ouro.

Assim, a deficiência subclínica de magnésio é normal e leva a vários problemas relacionados a saúde mental. Esta breve revisão cobrirá os benefícios potenciais do magnésio, em relação ao humor e a ansiedade.


magnésio para o resgate

Os sintomas de deficiência de magnésio podem incluir muitos problemas mentais, como depressão, confusão e agitação. Indivíduos com depressão são conhecidos por terem

· Níveis mais baixos de magnésio no sangue e no cérebro.

· Magnésio no fluido espinhal do cérebro.

Infelizmente, os níveis de magnésio no líquido cefalorraquidiano são rigidamente controlados, pelo que aumentar os níveis sanguíneos de magnésio em 300% apenas aumenta os níveis do líquido cefalorraquidiano em aproximadamente 10 a 19%. No entanto:

· O magnésio melhorou a eficácia para aumentar os níveis de magnésio no líquido cefalorraquidiano.

O primeiro relatório de magnésio para melhorar o humor foi publicado em 1921, mostrando sucesso em 220 de 250 casos. Desde então, vários relatos de casos encontraram rápida melhora no humor com o uso de suplementação d