IMPACTO AMBIENTAL CAUSADO PELO CIGARRO



Existem várias razoes pelas quais você não deve começar a fumar ou parar de fumar. Apesar de toda a informação negativa sobre o cigarro, sabendo que ele é a maior causa evitável de câncer e doenças as pessoas ainda continuam fumando, pois é um vício difícil de largar.


Eu já falei sobre o tabagismo e também dicas de como conseguir parar, porém hoje o que eu quero abordar é sobre os impactos ambientais que o cigarro causa. Embora você possa pensa que os cigarros sejam completamente biodegradáveis, os filtros são feitos de plástico que podem levar até 10 anos para se decompor.


Os filtros de cigarro foram projetados para reduzir o câncer de pulmão, bloqueando a exposição tóxica. Embora os filtros bloqueiem algumas toxinas, eles também tornam o fumo mais suave, o que pode incentivar o ato de fumar com mais frequência.


Quase 6 trilhões de cigarros são fabricados a cada ano e mais de 90% deles contêm filtros de plástico. O problema é que após fumar, muito desses filtros param no meio ambiente, não vão para seu destino certo que é o lixo.


Essas bitucas de cigarro jogados no chão podem chegar ao meio ambiente de alguma forma, desde rios até mares. O que está causando um estrago na vida aquática, matando animais marinhos, mesmo sendo pequena a decomposição da bituca pode demorar cerca de 5 anos ou mias.


Fora o prejuízo na vida marinha, descartar pela janela do carro pode causar incêndios acidentais se o clima estiver seco. Portanto se você fume lembre-se de que a bituca do seu cigarro é lixo e deve ir para o mesmo lugar que você joga outros lixos e não na rua.


Conscientize quem você conhece que fuma e passe essa informação adiante.



Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Fale com a gente (11) 97658-4670

  • Instagram Social Icon
  • Facebook Social Icon

Copyright © 2020 Dr. Ronaldo Gorga. Todos os Direitos Reservados