CORONAVÍRUS: O que você precisa saber se estiver grávida



Febre, tosse e falta de ar ou dificuldade de respirar são alguns dos sintomas mais comuns do COVID-19, porém há pessoas que se encontram no grupo de risco e devem ficar mais atentas aos cuidados, pois tem um risco aumentado para ter complicações graves.


Com base nas informações atuais, acredita também que as mulheres grávidas saudáveis tem o mesmo risco que aquelas sem condições médicas subjacentes. Isso é diferente da gripe que é muito mais propensa a infectar e causar sintomas em mulheres grávidas.


Dados mostram que se uma mulher tiver uma infecção grave por COVID-19 durante o 3° trimestre, isso poderá afetar o horário e tipo de parto. O Reino Unido declarou que as mulheres grávidas fazem parte de uma população vulnerável, mas, de acordo com a Harvard Health, a declaração não se baseia em evidências claras de que estão em maior risco.


O principal modo de infecção por COVID-19 é de pessoa para pessoa, através de gotículas respiratórias que são produzidas quando uma pessoa infectada espirra, tosse ou fala. Por esse motivo, os especialistas recomendam que você mantenha uma distância de 1 metro de outras pessoas. Também é possível que as pessoas não apresentem sintomas e ainda transmitam o vírus.


A pandemia pode ter cancelado diversos planos, porém você não pode reagendar o nascimento de um bebê. Se você está grávida é