Cortisol: Saiba como controlar o estresse



À medida que evoluímos, a resposta ao estresse salvou nossas vidas ao nos permitir fugir de predadores ou abater presas.

Mas hoje, estamos ativando a mesma reação "salva-vidas" para lidar com um preço de R$ 4,50 da passagem de ônibus, com o medo de falar em público, com chefes difíceis e engarrafamentos - e temos dificuldade em desligar isso.

Estar constantemente sob resposta ao estresse pode lhe deixar sob o efeito de hormônios corrosivos o tempo todo.

Compreender como o estresse funciona pode ajudá-lo a descobrir maneiras de combatê-lo e reduzir seus impactos negativos sobre a saúde.

Tudo Gira ao Redor do seu Ponto de Controle

O Dr. Sapolsky explica como o distúrbio psicológico pode ativar a resposta ao estresse neste pequeno vídeo (somente em inglês). Se o link não funcionar, você pode acessá-lo no site da Universidade de Stanford (clique em "Related to this Story" na coluna da direita, depois na guia "More on Stress"). Sapolsky explica como você fica mais vulnerável ao estresse se os seguintes fatores forem verdadeiros:

· Você sente que não tem controle

· Você não está recebendo nenhuma informação preditiva (quão difícil o desafio será, quanto tempo vai durar, etc.)

· Você sente que não há uma saída

· Você interpreta que as coisas só pioram

· Você não tem um "ombro no qual chorar" (por exemplo, falta de afiliação ou suporte social).

Como os babuínos, as pessoas no topo da pirâmide social sentem um maior senso de controle porque são eles que dão as ordens, além de possuírem mais conexões e recursos sociais à sua disposição. Isso resulta em menos estresse, o que, a longo prazo, se traduz em menos possibilidade de se desenvolver doenças.

O estresse também está intimamente relacionado com a experiência do prazer, relacionado à ligação da dopamina aos receptores de prazer no cérebro. Os cérebros dos “primatas CEOs" ficam intensamente iluminados em tomografias por emissão de pósitrons, enquanto que os cérebros de macacos subordinados não fazem isso, indicando que a vida é menos prazerosa para os subordinados.

Como os primatas, as pessoas de nível socioeconômico inferior parecem sentir menos prazer em suas vidas. Talvez seja por isso que a terapia do riso seja tão eficaz!

Você é um Viciado em Estresse?

O paradoxo aqui é que os seres humanos tornaram-se cada vez mais viciados em estresse. Existe um "estresse bom" (eustress) e um "estresse ruim" (distress), você vivencia certas experiências estressantes como desagradáveis e procura evitá-las, mas há outras que você busca viver porque são divertidas.

Por exemplo, fazer snowboard, paraquedismo, ir a montanhas-russas e ver filmes assustadores s