CORONAVÍRUS: Controle sua diabetes



Nesta Quinta-feira 28/05 já foram confirmados 411.821 no Brasil, só que sabemos que há muitas pessoas assintomáticas ou que não foram testados, então o número pode ser maior do que o relatado.


Pessoas do grupo de risco, idosos devem ter cuidado redobrado nessa época, mas há outras condições que deixam a população suscetível a ter complicações quando contrair o COVID-19, diabetes ou pressão alta.


Por isso, se você quiser se manter saudável nessa pandemia, uma das estratégias é controlar as condições crônicas subjacentes, mesmo diabetes e pressão alta podem ser revertidos por meio de dieta e estilo de vida saudáveis.


Um estudo que analisou o impacto de condições de saúde coexistentes, como pressão alta, doenças cardíacas e diabetes nos resultados do COVID-19, descobriu que eles estão ligados a "resultados clínicos mais ruins", como a admissão em uma unidade de terapia intensiva, uma necessidade de ventilação invasiva ou morte.9 O estudo envolveu 1.590 pacientes hospitalizados confirmados em laboratório, revelando que pessoas com uma condição crônica tinham 1,8 vezes mais chances de ter um resultado ruim do que aquelas sem nenhuma. Isso aumentou para 2,6 vezes mais chances para aqueles com duas condições crônicas.10 A primeira revisão de casos fatais de COVID-19 na China também descobriu que o diabetes pode estar associado à mortalidade.


O provável vilão comum para essas doenças é a resistência à insulina, em resposta a uma deita alimentar rica em carboidratos e alimentos industrializados, além disso ela prejudica a função imunológica.


A medida que nossos níveis de insulina e leptina aumentam, a pressão arterial aumenta também, podendo causar uma resistência. Da mesma forma, a diabetes tipo 2 é uma doença de resistência à insulina, resultando em alto nível de açúcar no sangue.


Quando seu corpo é resistente à insulina, as células do seu corpo não respondem bem à insulina, o que diminui sua capacidade de usar glicose no sangue para obter energia. O pâncreas secreta mais insulina, tentando superar a fraca resposta das células na tentativa de manter os níveis de glicose no sangue em uma faixa saudável


Uma estratégia para melhorar a resistência a insulina é praticar o jejum intermitente, pois promove a sensibilidade a insulina e melhora o gerenciamento de açúcar no sangue, aumentando as taxas de captação de glicose mediadas por insulina, isso é importante para resolver diabetes tipo 2, mas também para pressão alta e obesidade.


A alimentação com restrição de tempo, ou seja, a restrição de comer apenas durante uma janela de seis a oito horas, imita os hábitos alimentares de nossos antepassados ​​e restaura seu corpo a um estado mais natural que permite que ocorra uma série de benefícios metabólicos.


O que comemos também é importante, uma dieta cetogênica que envolver limitação de carboidratos e substituição por gorduras boas ajuda a manter o peso ideal e colocar o corpo para queimar gordura e não carboidratos como combustível principal.


Juntamente com jejum intermitente e dieta cetogênica, adote as estratégias a seguir para prevenir e revertes obesidade, diabetes tipo 2 e pressão alta:


  • Limite a ingestão de açúcar: Se você é resistente à insulina ou é diabético, reduza sua ingestão total de açúcar para 15 gramas por dia até que sua resistência à insulina / leptina seja resolvida;

  • Limite carboidratos: Substitua por quantidades mais altas de gorduras boas como azeitona, abacate, nozes, óleo de coco

  • Evite alimentos industrializados;

  • Faça exercícios regulares: Isso ajuda a melhorar a sensibilidade a insulina e regulação do açúcar no sangue;

  • Durma o suficiente: a maioria precisa de oito horas de sono por noite. Pesquisas demonstram que a privação do sono pode ter uma influência significativa na sensibilidade à insulina e na função imunológica.

  • Otimize níveis de vitamina D;

  • Otimize sua saúde intestinal com probióticos;

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Fale com a gente (11) 97658-4670

  • Instagram Social Icon
  • Facebook Social Icon

Copyright © 2020 Dr. Ronaldo Gorga. Todos os Direitos Reservados