CORONAVÍRUS: Alimentos do mercado podem estar contaminados? Como higieniza-los?



Desde o inicio do surto do coronavírus, eu venho dando conselhos de como lavar as mãos corretamente, sobre a eficiência do sabão contra o vírus, produtos de limpeza para você proteger sua casa, mas e sobre os alimentos? Comer alimentos contaminados podem causar a contração da doença? Será que se alguém espirrar em nosso alimento no mercado ficaremos doente?


Há pouco motivo de preocupação, desde que você higienize bem seus alimentos, também é improvável que os alimentos cozidos sejam uma preocupação a menos que sejam contaminados após o cozimento.


A razão para isso é porque a alta temperatura mata a maioria dos patógenos, incluindo o

coronavírus. Idealmente, uma pessoa doente não deveria estar cozinhando para os outros, mas mesmo que fosse o caso, a coisa mais sensata é não tossir, espirrar perto da comida e também estar sempre com a mão bem higienizada.


É importante ressaltar que ainda não há evidências de transmissão do COVID-19 por alimentos ou embalagens de alimentos. Embora estudos preliminares mostraram que o vírus possa permanecer no papelão por ate 24 horas, e no aço ou plástico por até 3 dias, portanto se a pessoa tocar em uma embalagem infectada e levar até o rosto, pode acontecer o contágio.


Uma maneira sensata de minimizar qualquer risco associado a pacotes de alimentos contaminados, por menor que seja potencialmente pequeno, seria transferir os alimentos para um recipiente limpo e lavar as mãos com água e sabão por 20 segundos após descartar o original.


É importante ressaltar também que os vírus exigem um host ativo e não podem se replicar e se multiplicar nos alimentos. Em vez disso, a carga viral diminuirá com o tempo. porém mesmo assim é aconselhável lavar seus produtos antes de cozinhar ou comê-los crus, mas calma por mais que devemos usar sabão nas mãos, ele não é apropriado para a maioria dos alimentos frescos.