EXERCÍCIOS FÍSICOS MELHORAM AS FUNÇÕES DO CÉREBRO?

A ciência ligou os benefícios do exercício físico para o cérebro há muitos anos. De fato, exercícios físicos ajudam a construir não apenas o poder cognitivo, mas também ajuda o cérebro a resistir ao encolhimento promovendo a neogênese, ou seja, a capacidade de se adaptar e desenvolver novas células cerebrais.

Muitos profissionais consideram “momentos de esquecimento” como uma parte normal do envelhecimento. Porém se você perceber lapsos de memória, eu sugiro que você faça mudanças imediatas em seu estilo de vida, assim ajudando a reverter ou minimizar esses lapsos. Seu cérebro é muito adaptável e tem a capacidade de reparar e regenerar, como chamado na área médica: neuroplasticidade.

Pesquisadores da Universidade de Western Sydney descobriram a força manual pode ser um forte indicador da saúde de seu cérebro. Durante o estudo, os pesquisadores avaliaram a velocidade de reação, resolução de problemas lógicos e vários testes de análise de memória. Curiosamente, eles também determinaram que os dados eram consistentemente fortes tanto em pessoas com menos de 55 anos quanto naqueles com mais de 55 anos. A análise representava idade, sexo, peso corporal e educação antes de confirmar que os mais fortes realmente tinham cérebros melhores funcionando

Uma comparação dos resultados entre a população geral e os indivíduos que sofriam de esquizofrenia encontrou fortes semelhanças.A força da mão foi fortemente correlacionada à saúde do cérebro, particularmente na memória de trabalho e velocidade de processamento.

Joseph Firth, Ph.D., de o Instituto Nacional de Medicina Complementar da Western Sydney University, comentou os resultados:

“Esse tipo de novas intervenções, como o treinamento com pesos, pode ser particularmente benéfico para pessoas com problemas de saúde mental. Nossa pesquisa mostrou que as conexões entre a força muscular e o funcionamento do cérebro também existem em pessoas com esquizofrenia, depressão maior e transtorno bipolar - todas as quais podem interferir no funcionamento normal do cérebro. Isso levanta a forte possibilidade de que os exercícios de musculação possam realmente melhorar o funcionamento físico e mental das pessoas com essas condições ”.

Os estudos tenham constatado que o exercício por pelo menos 20 minutos tem um efeito mensurável no funcionamento cognitivo, embora os pesquisadores não possam explicar a causa imediata dos benefícios, as teorias incluem um aumento no fluxo sanguíneo para o cérebro ou uma liberação de proteínas específicas, que demonstraram benefícios neuroprotetores e a estimulação de novos neurônios. O exercício aeróbico regular também parece aumentar o tamanho do seu hipocampo, a área do cérebro envolvida na memória verbal e na aprendizagem.

Já os treinamentos de resistência, equilíbrio e exercícios de tonificação muscular não tiveram os mesmos resultados no hipocampo do que o exercício aeróbico. Além disso quem se exercita durante os dias de trabalho aumenta sua produtividade em 23%..

Decifrar o código para construir músculos mais fortes significa abordar as necessidades alimentares do seu corpo e não apenas a sua percepção de necessidade de proteína. Enquanto a proteína ajuda a desenvolver músculos fortes, o crescimento celular requer mais do que apenas um nutriente primário. De fato, existem várias razões pelas quais você não quer comer mais proteína do que seu corpo pode usar imediatamente.

N a hora de escolher a proteína que estará presente em sua dita, de preferencia a carnes bovinas organicamente produzida (se quiser saber o porquê clique aqui).

Para desenvolver músculos forte é importante uma boa escolha nutricional, mas não apenas só da carne. Mas aqui vai uma dica de 3 alimentos que você deveria incluir.

[if !supportLists]

· Macadâmia: Ela tem a maior gordura e a menor quantidade de carboidrato e proteína de todas as nozes, além de ser rica em antioxidantes e minerais.

[if !supportLists] · Brócolis e couve flor: Esses dois vegetais contem nutrientes essenciais para promover a perda de gordura, além do crescimento e recuperação muscular. Ajudam também no crescimento celular por ser rica em folato.

[if !supportLists] · Aipo Orgânico: Além de ser um alimento saboroso e crocante, tem grandes quantidades de fibras e vitaminas A, C, K, Folato, potássio e manganês. Ajuda na regulação do crescimento celular.

Embora exista uma forte correlação entre o exercício e o desempenho cognitivo, como acontece com outros órgãos do corpo, o cérebro requer combustível. Seu cérebro pode metabolizar os carboidratos ou as gorduras em busca de energia, mas há evidências significativas de que o produto metabólico das gorduras - as cetonas - pode ajudar a restaurar e renovar os neurônios mesmo depois que o dano começou.

As cetonas não são os únicos nutrientes com efeito neuroprotetor que reduzem as espécies reativas de oxigênio no cérebro. Em estudos com participantes que tinham comprometimento cognitivo leve, a cetose ajudou a melhorar a memória em idosos.

Brócolis, couve-flor e aipo têm efeitos positivos no crescimento e recuperação muscular e também estão associados à saúde do cérebro. O aipo é uma rica fonte de luteolina, um composto de plantas com uma influência calmante sobre a inflamação no cérebro, que é uma das principais causas de neurodegeneração. já brócolis e couve-flor também são boas fontes de colina, uma das vitaminas B conhecidas por um papel no desenvolvimento do cérebro. O brócolis também tem nutrientes que juntos apoiam os processos de desintoxicação do seu corpo.

Proteger a saúde do cérebro e a função cognitiva é essencial se você quiser permanecer ativo e independente à medida que envelhece.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Fale com a gente (11) 97658-4670

  • Instagram Social Icon
  • Facebook Social Icon

Copyright © 2020 Dr. Ronaldo Gorga. Todos os Direitos Reservados