top of page
  • Foto do escritorRonaldo Gorga

Por que o cérebro requer o PQQ?



Embora a dieta seja uma das ferramentas mais importantes que você pode usar para controlar sua saúde, existem certos suplementos que podem ser úteis, especialmente quando se trata de melhorar a função mitocondrial. Pirroloquinolina quinona (PQQ) é um suplemento particularmente poderoso que demonstrou promover o desenvolvimento de novas mitocôndrias (biogênese mitocondrial). A PQQ também é exigida pelas mitocôndrias para catalisar as reações de produção de energia e é fundamental para protegê-las de danos. As mitocôndrias são as minúsculas usinas de força dentro das células, e é por isso que a disfunção mitocondrial é uma das principais causas de quase todas as doenças crônicas, velhice e morte. Para o corpo funcionar corretamente, ele precisa de energia suficiente e, para isso, precisa de mitocôndrias bem nutridas e funcionando. Nesse sentido, o PQQ é um fator importante.

PQQ pode melhorar a densidade e função mitocondrial


PQQ tem uma capacidade relativamente única de aumentar a biogênese mitocondrial; ou seja, a criação de mitocôndrias novas e saudáveis ​​em células envelhecidas, que é a base de muitos de seus benefícios. Conforme relatado pela revista Better Nutrition:

“Além de melhorar a produção de energia, esse recurso do PQQ poderia reverter parte do processo de envelhecimento. Em um estudo da Universidade da Califórnia, os pesquisadores administraram um pequeno grupo de suplementos PQQ para homens e mulheres e verificaram os efeitos 76 horas depois. Por meio de exames de sangue e urina, os pesquisadores descobriram que o PQQ melhorou o desempenho das mitocôndrias e diminuiu a inflamação crônica. A dose efetiva foi de 0,3 mg de PQQ por quilo de peso corporal; por exemplo, 20 mg de PQQ para uma pessoa de 150 libras."

O PQQ diminui a inflamação, melhora a função mitocondrial e estimula a biogênese mitocondrial por meio de um mecanismo, a regulação positiva da expressão de Nrf2, um hormônio biológico que regula antioxidantes intracelulares, como superóxido dismutase e catalase. Além disso, o PQQ pode aumentar a atividade dos fatores transcricionais primários que prolongam a vida útil, levando os pesquisadores a especular que o PQQ pode desempenhar um "novo papel" na longevidade.

Na verdade, ele modula várias vias de sinalização, incluindo a via mTOR, que desempenha um papel no envelhecimento e no câncer, e ajuda a reparar o DNA, o que sugere que pode ajudar a prolongar a longevidade.


O PQQ também aumenta o NADH, que é convertido em NAD+ à medida que os alimentos são decompostos em energia. Quando o dano ao DNA é reparado, os níveis de NAD+ são reduzidos e, se isso acontecer, o dano não pode ser reparado, o que provavelmente é a causa central da maioria das doenças que vemos no mundo moderno.


Como o PQQ protege e beneficia o cérebro


A capacidade do PQQ de proteger as células cerebrais e o DNA de danos também sugere que pode ser uma poderosa ajuda preventiva contra doenças neurodegenerativas. O DNA mitocondrial é muito propenso a danos causados ​​por radicais livres e pró-oxidantes. A maioria dos radicais livres no corpo é produzida dentro das mitocôndrias, e é por isso que eles são muito suscetíveis. Os radicais livres são um artefato inevitável de transformar alimentos em combustível celular, e os alimentos são metabolizados nas mitocôndrias. Foi demonstrado que o PQQ protege contra esse tipo de dano. Além disso, ativa os mecanismos integrados na reparação e replicação das mitocôndrias.

No cérebro, o resultado final prático é uma melhora geral na função neurológica, incluindo melhor cognição, aprendizado e memória, bem como um risco reduzido de doenças neurodegenerativas.


A pesquisa mostrou que o PQQ pode proteger e melhorar a sobrevivência dos neurônios, estimulando a síntese do fator de crescimento nervoso (NGF) em certas células gliais presentes no sistema nervoso central.


Da mesma forma, demonstrou melhorar a função das células cerebrais danificadas pela placa beta-amilóide, uma característica da doença de Alzheimer, bem como prevenir a formação de proteínas alfa-sincleínas associadas à doença de Parkinson.

De acordo com um estudo de 2012, o PQQ pode até ajudar a prevenir a morte de células neuronais em casos de lesão cerebral traumática. De acordo com os autores deste estudo, "PQQ pode desempenhar um papel importante na recuperação pós-TCE".


A inclusão de CoQ10 pode fornecer benefícios sinérgicos

Estudos em animais e humanos usando doses entre 10 e 20 miligramas (mg) de PQQ mostraram melhora no processamento mental e na memória, mas combiná-lo com a Coenzima Q10 ainda pode ser mais benéfico. Um estudo descobriu que o PQQ em combinação com CoQ10 produziu melhores resultados do que qualquer um desses nutrientes sozinho, então parece haver alguns efeitos sinérgicos. Eu recomendo usar a forma reduzida de CoQ10, chamada ubiquinol, já que está mais disponível para o seu corpo. Tanto a CoQ10 quanto a PQQ são solúveis em gordura, por isso é melhor tomá-las com uma pequena quantidade de gordura na comida, em vez de com o estômago vazio.

Além de ser um poderoso antioxidante por si só, a CoQ10/ubiquinol também facilita a reciclagem (conversão catalítica) de outros antioxidantes, portanto, quando tomado em combinação com o PQQ, você está realmente turbinando a capacidade antioxidante do seu corpo.


PQQ é um potente estimulante imunológico e antioxidante

Outra razão pela qual o PQQ é tão benéfico é devido à sua poderosa atividade antioxidante. É capaz de passar por mais de 20.000 conversões catalíticas. Uma conversão catalítica é quando um antioxidante neutraliza um radical livre.

Em outras palavras, o PQQ é um antioxidante muito eficiente. Em comparação, a vitamina C só pode passar por quatro conversões catalíticas antes que os níveis se esgotem.

A pesquisa mostrou que o PQQ pode diminuir os biomarcadores inflamatórios da proteína C-reativa e da interleucina-6 em humanos em doses entre 0,2 mg e 0,3 mg por kg.

O PQQ também apóia sua função imunológica e sua deficiência tem sido associada à disfunção imunológica. Em um estudo, a suplementação de PQQ aumentou a capacidade de resposta das células B e T (glóbulos brancos que desempenham um papel central na sua resposta imune) aos mitógenos (proteínas que induzem a divisão celular ou mitose).

PQQ vira o interruptor mestre metabólico

A lista de possíveis aplicações do PQQ é muito longa, pois seus efeitos metabólicos vão muito além da melhora da função mitocondrial. Por exemplo, ajuda a ativar a proteína quinase ativada por monofosfato de adenosina (AMPK), que é um importante alvo molecular para a saúde metabólica.


AMPK é uma enzima dentro das células do corpo. Às vezes é chamado de "interruptor mestre metabólico" porque desempenha um papel importante na regulação do metabolismo. Conforme observado pelo Natural Medicine Journal:

"AMPK induz uma série de eventos dentro das células que estão envolvidos na manutenção da homeostase energética...AMPK regula várias atividades biológicas que normalizam lipídios, glicose e desequilíbrios energéticos.

A síndrome metabólica (MetS) ocorre quando essas vias reguladas pela AMPK são inativadas, o que pode desencadear uma síndrome que inclui hiperglicemia, diabetes, anormalidades lipídicas e desequilíbrios energéticos...

A AMPK pode ajudar a coordenar a resposta a esses estressores, concentrando energia no reparo celular, manutenção ou retorno à homeostase e aumento da chance de sobrevivência.


Os hormônios leptina e adiponectina podem ativar a AMPK. Em outras palavras, a ativação da AMPK pode produzir os mesmos benefícios que exercícios, dieta e perda de peso, todos mudanças no estilo de vida consideradas benéficas para uma variedade de doenças”.


Com o envelhecimento, seu nível de AMPK pode diminuir naturalmente, mas uma dieta pobre pode reduzir a atividade de AMPK em qualquer idade.

Essa enzima pode desempenhar um papel importante na composição da gordura corporal, inflamação e lipídios no sangue, portanto, aumentar sua atividade pode ajudar muito a melhorar o controle do açúcar no sangue, além de diminuir a gordura visceral e o colesterol LDL.


A AMPK também estimula a autofagia mitocondrial (mitofagia) e a biogênese mitocondrial, bem como cinco outras vias cruciais: insulina, leptina, via mTOR, fator de crescimento semelhante à insulina 1 (IGF-1) e coativador do receptor 1α. proliferador peroxissômico ativado gama (PGC-1α).


É importante observar que o PQQ pode não funcionar bem se alimentado ao longo do dia, pois níveis elevados de insulina podem ativar a via mTOR e inibir a AMPK, o que pode limitar a capacidade do PQQ de aumentar os níveis.

Benefícios adicionais do PQQ

O PQQ também tem sido associado a muitos outros benefícios para a saúde, incluindo:

  • Melhores resultados reprodutivos em animais (a deficiência de PQQ tem sido associada ao desempenho reprodutivo anormal)

  • Risco reduzido de NAFLD na prole quando administrado a mães de camundongos obesos durante a gravidez e lactação

  • Melhor qualidade do sono (modulando a resposta do cortisol ao acordar)

Como você pode ver, o PQQ tem uma longa lista de benefícios. E enquanto o PQQ está presente em alimentos como natto, salsa, pimenta verde, espinafre, mamão, kiwi e chá verde, as quantidades que você obtém de sua dieta podem não ser suficientes se você deseja obter todos os seus benefícios para a saúde.

Ao tomar um suplemento com PQQ, em poucas semanas você saberá se a marca e a dosagem o beneficiarão. Em geral, você deve se sentir melhor, com mais energia e pensamento mais claro.


- Fontes e Referências


Comments


bottom of page