• Ronaldo Gorga

DICAS PARA ACABAR COM O RONCO



Roncar é uma coisa muito comum, é uma parte típica da rotina do sono. Mas o ronco não é motivo de riso, é mais do que apenas uma respiração ruidosa, mas ele pode piorar à medida que envelhecemos e também leva a um sono inquieto e fragmentado, não só para quem ronca, mas para seu parceiro de cama.

Como eu sempre digo o sono é um dos pilares da saúde e não ter um sono de qualidade pode te trazer diversos problemas de saúde. Além disso o ronco pode ser um sinal de apneia obstrutiva do sono, um problema respiratório associado a uma serie de riscos para saúde.

Mas se é tão comum por que as pessoas roncam?

O Ronco ocorre quando os músculos da garganta estão em modo de relaxamento, que é quando dormimos, tornando a passagem de ar mais estreita e flexível. Sua língua também cai para trás e a cada inspiração e expiração a garganta vibra causando o som que conhecemos como ronco.

A medida que a via aérea se torna mais estreita, mais alto o ronco fica, pois, as vibrações se tornam maiores, isso ocorre porque o ar se esforça para atravessar o palato mole, a língua, a úvula e as tonsilas.

Uma das crenças mais comuns sobre o ronco é que ele é causado por dormir de costas, isto é um pouco verdade, pois existem pessoas que só roncam quando deitam de costas. No entanto, esse não é o único gatilho do ronco, existem outros fatores que causam ronco, como:

  • Anatomia da boca: Com amígdalas aumentadas ou adenoides, desvio de septo podem piorar o estreitamento da garganta durante o sono.

  • Problemas nasais: Inflamação no nariz ou garganta, congestão nasal podem levar a roncos;

  • Privação de sono: Não conseguir dormir o suficiente pode causar mais relaxamento da garganta;

  • Consumo de álcool: consumir bebidas alcoólicas, especialmente antes de dormir, ajudam os músculos da garganta se relaxarem, assim como diminui suas defesas naturais contra a obstrução das vias aéreas;

  • Apneia do sono: Refere-se à respiração prejudicada causada por uma via aérea obstruída durante o sono.

O maior problema do ronco é que ele interfere na sua rotina de sono, quem ronca geralmente tem o sono inquieto que leva a sonolência diurna e dificuldade de concentração e também algumas pessoas acordam no meio da noite sufocados e ofegantes.

Lembre-se de que a falta de sono pode ter várias ramificações, tanto menores quanto maiores, dependendo da dívida de sono que você acumulou. A longo prazo, uma deficiência de sono pode desencadear toda uma série de problemas crônicos de saúde, desde diabetes e obesidade até problemas imunológicos, e até mesmo um aumento do risco de câncer. A sonolência diurna que ela causa também pode aumentar o risco de acidentes e erros ocupacionais. Além disso, o próprio ronco pode prejudicar significativamente seu relacionamento com seu cônjuge ou parceiro.

Se você sofre com ronco, siga estas dicas de remédios caseiros e estratégia de estilo de vida para ter noites de sono mais tranquilas e livres do ronco:

· Uvulopalatofaringoplastia: Enquanto você estiver sob anestesia geral, o médico irá apertar e aparar o excesso de tecido da garganta.

· Somnoplastia: Depois de receber um anestésico local, os médicos encolherão o tecido do palato mole usando um sinal de baixa frequência de radiofrequência.

· Uvulopalatofaringoplastia assistida por laser: O objetivo é encurtar o palato mole e remover a úvula. O excesso de tecido também será removido para aumentar as vias aéreas e minimizar as vibrações.


Fale com a gente (11) 97658-4670

  • Instagram Social Icon
  • Facebook Social Icon

Copyright © 2020 Dr. Ronaldo Gorga. Todos os Direitos Reservados