top of page
  • Foto do escritorRonaldo Gorga

O que acontece com seu corpo quando você bebe flúor?


Flúor - um veneno cumulativo

Aproximadamente 98% do flúor que você consome em sua água é absorvido pela corrente sanguínea através do trato gastrointestinal. A partir daí, ele entra nos tecidos celulares do seu corpo. Em média, cerca de 50% do flúor que você consome diariamente é excretado pelos rins.


O resto se acumula em seus ossos e dentes, glândula pineal e outros tecidos - incluindo vasos sanguíneos, onde pode contribuir para a calcificação. De acordo com um estudo de 2012 publicado na revista Nuclear Medicine Communications:


"A captação de flúor nas paredes vasculares foi demonstrada em 361 locais de 54 (96%) pacientes, enquanto a calcificação foi observada em 317 locais de 49 (88%) pacientes.

Uma correlação significativa entre captação de flúor e calcificação foi observada na maioria das paredes arteriais, com exceção daquelas localizadas na aorta abdominal.


A absorção de flúor foi demonstrada nas artérias coronárias presentes em 28 (46%) pacientes, e a calcificação coronariana foi observada em 34 (56%) pacientes."


Perigos para a saúde relacionados à super exposição ao flúor

À medida que o número de estudos sobre os efeitos tóxicos do flúor aumentou, agora há suporte para a longa lista de possíveis problemas de saúde relacionados ao acúmulo de flúor em seu corpo.


Por exemplo, de acordo com um relatório científico de 500 páginas, o flúor é um disruptor endócrino que pode afetar seus ossos, cérebro, glândula tireóide, glândula pineal e até mesmo seus níveis de açúcar no sangue.


Mais de 100 estudos em animais mostraram que a exposição ao flúor pode causar danos cerebrais, e 42 estudos em humanos 7 associaram moderadamente a alta exposição ao flúor à baixa inteligência.


O mais surpreendente nesses estudos são 30 investigações (de um total de 32) que mostraram que o flúor diminuiu a capacidade dos animais de aprender e lembrar. A lista a seguir contém 20 dos perigos e doenças mais comumente mencionados associados à exposição ao flúor:


QI mais baixo

Dano cerebral

Fraturas ósseas

Alteração do sistema imunológico

Maior taxa de tumores e câncer

Hiperatividade e/ou letargia

Demência

Câncer ósseo (osteossarcoma)

Inibição da formação de anticorpos

Aceleração do processo de envelhecimento

Aumento da absorção de chumbo

Distúrbios musculares

Fluorose dentária (Manchas e cáries nos dentes)

Danos genéticos e morte celular

Redução da produção de melatonina e início precoce da puberdade

Síntese de colágeno alterada

Artrite

Doença da tireoide e diminuição da função da tireoide

Inativação das 62 enzimas

Aumento da infertilidade e danos á produção de esperma

O que realmente está no seu abastecimento de água?

Também é importante entender que o "fluoreto" adicionado à sua água potável NÃO é um mineral natural e também não é um flúor de grau farmacêutico. Existem três compostos básicos que podem ser usados ​​para fluoretação de fontes de água:

Fluoreto de sódio (NaF)

  • silicofluoreto de sódio

  • ácido hidrofluorossilícico

O primeiro deles, o fluoreto de sódio, foi o primeiro dos resíduos de fluoreto a ser usado para fluoretação, mas agora é raramente usado. É o mais conhecido, pois é o composto de grau farmacêutico usado em estudos de toxicologia e outras pesquisas sobre possíveis riscos à saúde do flúor.


Os outros dois, silicofluoreto de sódio e ácido hidrofluorosilícico, são compostos que são realmente usados ​​para fluoretação da água; o ácido hidrofluorossilícico é o aditivo mais comumente usado, de acordo com o CDC.

O silicofluoreto de sódio e o ácido hidrofluorosilícico são produtos residuais dos sistemas de purificação de umidade das indústrias de fertilizantes, classificados como resíduos perigosos.


A contaminação com diversas impurezas, como o arsênico, também é comum nesses produtos. O ácido hidrofluorosilícico é um dos produtos químicos mais reativos conhecidos pelo homem, e sua toxicidade é bem conhecida no meio químico.


Vai deteriorar tubos de plástico e metal e corrói o aço inoxidável e outros materiais. Dissolve pneus de borracha e derrete concreto. Aqui está o que foi adicionado à sua água - e tudo em nome de salvar crianças de cáries!


Mas mesmo o fluoreto de sódio, que é o menos reativo, é um veneno mortal, mesmo em pequenas quantidades e na forma usada para fluoretação, também contém impurezas adicionais. Outros usos comuns para o fluoreto de sódio incluem:

  • Venenos para ratos e baratas

  • anestésicos

  • Medicamentos psiquiátricos e hipnóticos

- Fontes e Referências

Comments


bottom of page