• Ronaldo Gorga

SEMENTE DE LINHAÇA: POR QUE CONSUMIR?



A semente de linhaça contêm mais poilifenóis do que, por exemplo, as olivas e podem reduzir o risco de doenças graves como diabetes tipo 2, doenças cardíacas e câncer. Estão disponíveis inteiros ou moídos.

Como já abordei em outros artigos, a saúde de nosso intestino é fundamental para uma saúde ideal. Para quem está tentando perder peso, mas não está conseguindo, alimentar as bactérias benéficas do intestino pode ser uma ajuda.

Estudos anteriores investigaram a quebra da fibra alimentar no intestino, notando que ela produz mudanças no sistema digestivo, reduzindo a produção de tecido adiposo e melhorando a função imunológica.

Em um estudo publicado pela American Journal of Physiology, os pesquisadores utilizaram animais para determinar o efeito da linhaça no ganho de peso. Os animais foram separados em 4 grupos:

  • Um grupo de controle, comendo uma dia padrão contendo 4,6% de fibra de soja;

  • Grupo experimental 1, comendo uma dieta tica em gordura sem fibra;

  • Grupo experimental 2, comendo uma dieta rica em gordura e contendo 10% de fibra de celulose indigesto;

  • Grupo experimental 3, comendo uma dieta rica em gordura contendo 10% de fibra de linhaça.

A equipe usou vários fatores de medição, incluindo oxigênio queimado, dióxido de carbono produzido e energia gasta. No final a tolerância a glicose também foi medida. Os ratos foram alimentados durante 12 semanas.

E aqueles que comeram apenas dieta rica em gordura tinham menos bactérias associadas à melhoria da saúde metabólica e mais bactérias ligadas a obesidade em comparação aos outros 3.

O grupo que recebeu fibras da linhaça se saíram melhor e apresentaram melhor índice glicêmico e níveis mais elevados de ácidos graxos benéficos. Segundo os pesquisadores os dados dessa pesquisa sugerem que a suplementação da fibra de linhaça afeta o metabolismo, aumentando o gasto de energia, reduzindo a obesidade, bem como melhorando a tolerância à glicose.

As sementes de linhaça são ricas em lignanas,que desempenham um papel significativo no bloqueio dos efeitos que o estrogênio pode ter na produção de cânceres induzidos por ele, como câncer de mama, útero, ovário e próstata. Mulheres pós menopausa com alto consumo de lignanas tem 15% menos riscos de câncer de mama do que mulheres com baixa ingestão.

Além disso a linhaça é uma das melhores fontes de ácido alfa-linoléico (ALA), uma gordura ômega-3 à base de plantas. O ALA pode ajudar a reduzir a inflamação nas artérias e reduzir o crescimento do tumor.

Uma colher de sopa de linhaça contém 3 gramas de fibra alimentar em forma solúvel e insolúvel. Além de alimentar bactérias benéficas em seu intestino, a fibra solúvel ajuda a manter os níveis de açúcar e colesterol no sangue, enquanto a fibra insolúvel ajuda a manter a saúde digestiva ligando-se à água e ajudando os alimentos a passarem mais rapidamente pelos intestinos.

A linhaça contém alto nível de vitaminas, incluindo E, K, C e varias vitaminas B, também é rica em cálcio, ferro, magnésio e fósforo, essencial para manter uma variedade de funções corporais e apoiar sua saúde geral.

A linhaça é uma fonte de nutrição e fibras que pode ter um impacto significativo na microbioma intestinal e reduzir o risco de diabetes, portanto aconselho a tomar uma colher de sopa de semente de linhaça todo dia. Mas lembre-se, se você está começando a consumir linhaça agora, comece devagar, pois são ricas em fibras.

Algumas pessoas podem apresentar alergia, hipoglicemia e problemas nas fezes apos consumir linhaça. Como a semente de linhaça reduz o açúcar no sangue, quando combinada com medicação diabética, o açúcar pode diminuir de forma alarmante, portanto tome cuidado e consulte um médico.




Fale com a gente (11) 97658-4670

  • Instagram Social Icon
  • Facebook Social Icon

Copyright © 2020 Dr. Ronaldo Gorga. Todos os Direitos Reservados