• Ronaldo Gorga

Açafrão: Como Esta Especiaria Pode Potencialmente Melhorar Sua Saúde


A maioria das pessoas está familiarizada com o açafrão (nome científico: Curcuma longa) como especiaria amarela usada na culinária indiana, com sabor apimentado, quente e amargo.

Tradicionalmente chamado de “açafrão indiano”, o açafrão é, na verdade, uma erva de raiz com pele grossa marrom, polpa laranja escura e fragrância que lembra uma combinação de laranja com gengibre. No entanto, há mais sobre esta vibrante especiaria do que aquilo que chega aos olhos.

Ao longo dos anos, estudos têm sido extensivamente conduzidos sobre os potenciais benefícios promovidos pelo açafrão à saúde e os resultados têm sido consistentemente positivos. Estes avanços finalmente levaram ao apelido bastante merecido dado ao açafrão: a “Especiaria da Vida”.

Existem diversas formas de você incorporar esta especiaria em sua vida diária. Saiba mais sobre o açafrão e como colher tais benefícios e melhorar sua saúde e bem-estar.

Benefícios Promovidos à Saúde Pelo Açafrão

Os benefícios que o açafrão oferece à saúde podem ser atribuídos à curcumina, composto bioativo bastante estudado que pode:

  • Ajudar a manter o sistema digestivo saudável

  • Modular cerca de 700 dos genes

  • Controlar de forma positiva mais de 160 vias fisiológicas

  • Tornar as membranas celulares mais ordenadas

  • Afetar moléculas de sinalização, porque a curcumina pode diretamente interagir com moléculas inflamatórias, proteínas de sobrevivência celular, DNA e RHA, proteínas condutoras e íons metálicos

Conforme mencionado anteriormente, o açafrão é conhecido como “Especiaria da Vida” e a curcumina é fator importante para que o açafrão ganhe tal apelido. Este composto demonstrou ser promissor na ajuda ao combate de doenças como:

  • Doenças de Parkinson e de Alzheimer — a curcumina age como agente neuroprotetor contra estas doenças, embora exista necessidade de realização de outras análises para confirmar esta informação.

  • Osteoartrite — resultados de estudo realizado em 2011 mostraram que pacientes que adicionaram 200 miligramas de curcumina a seu tratamento diário experimentaram menos dor e aumento de mobilidade.

Estudo realizado anteriormente também revelou que o extrato de açafrão bloqueou vias inflamatórias e eficazmente evitou a ocorrência de uma proteína que desencadeia inchaço e dor.

  • Câncer — a curcumina, na verdade, possui a literatura mais baseada em evidências apoiando sua capacidade anticancerígena comparando com outros nutrientes.

A curcumina também não é tóxica e não mira células saudáveis – em vez disso, ela seletivamente mira células cancerígenas.

Propriedades antibacterianas da curcumina também não deixam de ser notáveis, pois ela é eficaz contra gastrite, úlcera péptica e câncer gástrico, todos causados pela bactéria Helicobacter pylori (H.pylori).

Isto foi provado em um estudo realizado em 2009, em que a curcumina foi capaz de efetivamente inibir o crescimento da H.pylori in vitro em ratos, independentemente da estrutura genética das estirpes da bactéria.

Diversas Aplicações para o Açafrão

O açafrão possui longo histórico de aplicações medicinais na medicina Ayurvédica e na medicina tradicional chinesa (MTC). Evidências associaram o açafrão à cura de feridas, de dores nas articulações, doenças hepáticas e dérmicas, músculos distendidos e problemas respiratórios e gastrointestinais.

Além de ser ingrediente comum em diversos pratos indianos, o açafrão é usado para a produção de mostarda. Na verdade, a cor amarela distinta deste condimento é proveniente desta especiaria.

O açafrão também funciona como corante de têxteis e outros artigos de vestuário. Diz-se que monges budistas que viajavam pelo mundo todo usavam esta especiaria para colorir suas vestes.

Crianças do Querala, estado no sudoeste da Índia, receberam roupas coloridas com açafrão para usar durante o Festival Onam, porque se acredita que a cor da especiaria está associada ao Lorde Krishna, figura ilustre do hinduísmo.

O açafrão é parte significativa de uma cerimônia de casamento hinduísta. O noivo amarra uma faixa colorida com pasta de açafrão chamada mangala sutra em torno do pescoço da noiva, significando que a mulher está casada e é capaz de administrar uma família.

Esta tradição ainda existe em comunidades hinduístas hoje em dia, e é equivalente à troca de alianças no mundo ocidental. Em algumas partes da Índia meridional, pessoas ainda vestem uma peça de rizoma de açafrão como amuleto para proteger a si mesmas contra maus espíritos.

Cultivando Açafrão em Casa

Você pode cultivar o açafrão em seu quintal ou em vasos dentro de casa. Assim como o gengibre, esta especiaria é cultivada a partir de cortes de rizomas ou raiz e não propaga sementes.

Tudo o que você precisa é de um solo de alta qualidade ou de material de cultivo e raiz de açafrão que você pode comprar em lojas de produtos saudáveis locais. A planta será beneficiada com fertilizantes ou compostos orgânicos usados duas vezes ao mês. Siga passo a passo este método simples fornecido pela DailyHealthPost se quiser cultivar açafrão:

  1. Corte um rizoma grande em pedaços menores com dois ou três gomos.

  2. Encha seus vasos ou recipientes com solo orgânico rico levemente umedecido, porém com boa drenagem.

  3. Coloque o rizoma cerca de 5 centímetros abaixo da superfície do solo, com os gomos virados para cima.

  4. Regue a planta.

Rizomas comestíveis de açafrão levam em torno de 8 a 10 meses para maturar. Uma vez que os rizomas estejam grandes o suficiente, desenterre-os do vaso ou do recipiente. Idealmente, raízes maturadas devem ser colhidas todas de uma vez. Se você quiser plantar mais alguns para a próxima estação, guarde algumas partes para plantação. Lembre-se de trocar o solo também, porque alguns nutrientes podem esgotar-se pela planta cultivada.

De acordo com The Rainforest Garden, o açafrão é mais bem plantado durante a primavera, uma vez que a ameaça de geadas terminou. Se você vive no norte, é ideal iniciar o plantio em um recipiente. A planta também pode crescer sob luz solar total, porém lembre-se de manter o solo úmido e/ou forneça sombra durante meio dia. Sol ou seca em demasia pode fazer com que as folhas do açafrão sequem e tenham as pontas queimadas.