• Ronaldo Gorga

6 suplementos que ajudam a combater o estresse das férias


Embora a temporada de férias possa ser um momento maravilhoso de celebração e conexão, poucas pessoas sobrevivem a esse período para experimentar qualquer nível de estresse. As emoções podem aumentar durante as férias e as expectativas ainda maiores.


Você pode sentir a pressão para entreter, cozinhar uma grande quantidade de comida e comprar presentes para familiares e amigos, quer você possa ou não comprá-los. Além disso, há muitas atividades relacionadas ao feriado e eventos especiais para participar.


Qualquer coisa que aconteça durante esse curto período de tempo pode fazer com que seus níveis de estresse fiquem fora de controle, deixando-o vulnerável a doenças emocionais e físicas.


Ao contrário do estresse com o qual você provavelmente lida regularmente ao longo do ano, o estresse do feriado é único, talvez porque você possa sentir a pressão de fazer tudo "na medida certa", mas raramente acontece.


Quando se trata de férias, existem inúmeras variáveis ​​a serem consideradas e, infelizmente, você não poderá controlar a maioria delas. Dito isto, você pode tomar medidas proativas para gerenciar o estresse nesta temporada de férias.


Abaixo estão sete suplementos nos quais eu gostaria que você concentrasse sua atenção, pois acredito que eles o ajudarão não apenas a sobreviver, mas também a prosperar durante esta época festiva do ano.



1. Magnésio


Seja nas férias ou não, o magnésio é um elemento importante para a saúde de quase todas as suas células, pois desempenha um papel em centenas de reações corporais diariamente. Por ser o quarto mineral mais abundante no corpo, uma deficiência de magnésio pode ter consequências significativas para sua saúde.


Dado o fato de que pesquisadores detectaram mais de 3.750 porções de ligação de magnésio em proteínas humanas, isso indica a importância desse mineral para o funcionamento ideal do corpo, principalmente durante períodos de estresse. Você pode estar sofrendo de deficiência de magnésio se tiver:


Prisão de ventre


Espasmos involuntários dos olhos, espasmos musculares - especialmente "cãibras" ou espasmos nos músculos da panturrilha, dormência ou formigamento nas extremidades e convulsões.


Dores de cabeça e/ou enxaquecas.


Hipertensão arterial, arritmias cardíacas e/ou espasmos coronários

Baixos níveis de energia, fadiga e/ou perda de apetite.

Por outro lado, sabe-se que quando há magnésio suficiente, reduz o risco de doenças cardíacas, hipertensão e enxaquecas. Este mineral essencial também suporta a função muscular e nervosa, incluindo a ação do músculo cardíaco.



2. L-Teanina


A L-teanina é um aminoácido pouco conhecido e solúvel em água encontrado principalmente no chá verde. É conhecido por promover o relaxamento e também pode ser útil para combater o estresse.


Cabe ressaltar que a L-teanina é capaz de atravessar a barreira hematoencefálica e aumentar a geração de ondas alfa cerebrais, que estão relacionadas ao relaxamento do estado de alerta.


Embora a L-teanina não seja comum na maioria das dietas, ela oferece uma série de benefícios para quem a consome regularmente. Não só ajuda a manter uma sensação relaxada de alerta durante o dia, mas também ajuda a dormir mais profundamente à noite.


3. Vitamina B12


A vitamina B12 (cobalamina) é conhecida como a vitamina energética, necessária para a formação do sangue, síntese de DNA, produção de energia e formação de mielina. A vitamina B12 é bem conhecida por melhorar o estado de alerta, aumentar a atenção, aguçar a concentração e aumentar a memória. Também pode ajudar a aliviar o estresse.


Se você não comer o suficiente dos alimentos que o contêm, ou seu corpo não tiver a capacidade de absorvê-lo adequadamente, você pode ter deficiência de vitamina B12.


De acordo com o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos, quase 40% da população nos Estados Unidos pode ter um nível marginal de vitamina B1212 – não baixo o suficiente para se qualificar como deficiência, mas baixo o suficiente para possivelmente aumentar os sintomas neurológicos.



4. Potássio



O potássio é um mineral com inúmeros benefícios para manter seu corpo funcionando de forma otimizada. Encontrado em quase todos os alimentos naturais, especialmente vegetais de folhas verdes, você precisa dele em grandes quantidades para manter o equilíbrio em relação aos processos químicos e elétricos no corpo.


Por exemplo, o potássio ajuda os músculos a se contraírem, regula os fluidos corporais, equilibra os níveis baixos de açúcar no sangue e transmite impulsos nervosos. Também reduz a pressão arterial, bem como o risco de doenças cardíacas e derrames.


Ter baixos níveis de potássio pode deixar seu corpo fora de controle, causando fadiga mental, estresse e ansiedade. Um estudo envolvendo 94 adultos, publicado no British Journal of Nutrition, mostrou que comer uma dieta rica em potássio pode aliviar os sintomas de depressão e tensão , observou que a dieta "parecia ter um efeito positivo no humor geral.


Para combater o estresse durante a temporada de férias, coma uma variedade de alimentos integrais com o objetivo de obter os 3.500 a 4.700 mg recomendados de potássio, que seu corpo precisa diariamente.


Alimentos que contêm Potássio:


  • Abacate


  • banana


  • Beterraba cozida


  • salmão cozido


  • espinafre cozido


  • batatas doces assadas


  • inhame assado


  • Batatas brancas assadas




5. Vitamina D


Além de seu papel bem reconhecido no apoio à integridade óssea, estudos indicam que a vitamina D também desempenha um papel na produção de serotonina.


A serotonina, um hormônio cerebral ligado à melhora do humor, aumenta seus níveis quando exposto à luz brilhante e diminui quando não recebe exposição solar suficiente. Quando você tem baixos níveis de serotonina, pode ser suscetível à ansiedade, depressão e estresse.


Os níveis ideais de vitamina D para a saúde geral variam de 40 a 60 nanogramas por mililitro. Embora a maneira ideal de aumentar seus níveis de vitamina D seja expor regularmente e criteriosamente grandes quantidades de sua pele aos raios do sol, isso provavelmente não é possível onde você mora. Nesse caso, você deve tomar um suplemento oral de vitamina D3.


Para maximizar sua eficácia, certifique-se de tomá-lo junto com vitamina K2 e magnésio. A melhor maneira de determinar sua dose de manutenção ideal de vitamina D é medir seus níveis sanguíneos. Idealmente, verifique-os duas vezes por ano, durante o inverno e o verão, quando seus níveis estão mais baixos e mais altos.


Como regra geral, os especialistas em vitamina D recomendam 4.000 UI por dia para adultos, mas apenas se você já estiver dentro da faixa terapêutica. Se seus níveis estiverem baixos, você pode precisar de 8.000 UI ou mais por dia.


Especialmente durante os meses de inverno, você deve ficar de olho em seus níveis. A falta de exposição aos raios ultravioleta pode causar "azul de inverno", o que pode levar a uma sensação de depressão. Se você perceber que seus níveis de humor e energia estão baixos, pode não estar recebendo vitamina D suficiente.


Mesmo se você mora em uma área que recebe luz solar o ano todo, corre o risco de perder seus níveis de vitamina D pela exposição natural ao sol se passar a maior parte do tempo em ambientes fechados, usar protetores solares tópicos ou roupas compridas por motivos religiosos.


Em 2006, cientistas que avaliaram os efeitos da vitamina D na saúde mental de 80 pacientes idosos descobriram que pessoas com níveis mais baixos de vitamina D tinham onze vezes mais chances de desenvolver depressão, em comparação com aquelas com níveis mais altos de vitamina D tinham menores chances.




6. Óleo de Lavanda


Desde a sua chegada à região do Mediterrâneo há mais de 2.500 anos, a lavanda tem uma história rica e popularidade contínua.


Embora o óleo essencial de lavanda seja conhecido como um analgésico durante todo o ano, seu aroma floral doce pode ser particularmente calmante durante a temporada de férias, usado sozinho ou em combinação com outros óleos essenciais. Ervas, como incenso, rosa, vetiver ou ylang ylang .


Além de suas propriedades relaxantes, o óleo essencial de lavanda é considerado há muito tempo por suas propriedades anti-inflamatórias, antibacterianas, antidepressivas, antifúngicas, antimicrobianas, antissépticas e antiespasmódicas.


Devido aos seus muitos efeitos benéficos, é um dos óleos essenciais mais conhecidos e usados ​​na aromaterapia.


De acordo com o Natural Medicine Journal, “acredita-se que a eficácia da aromaterapia de lavanda se deve aos efeitos psicológicos da fragrância combinados com os efeitos fisiológicos dos óleos voláteis no sistema límbico”. :21,22


Promove o relaxamento: O óleo de lavanda é facilmente reconhecível pelo seu aroma relaxante, que acalma os ataques nervosos e alivia a ansiedade. Como tal, demonstrou ser útil no tratamento de depressão, estresse emocional, dores de cabeça, enxaquecas e tensão nervosa.

Induz o sono: O óleo de lavanda é amplamente conhecido como uma alternativa não medicamentosa para tratar a insônia e outros distúrbios do sono. Para um sono mais repousante e repousante, aplique algumas gotas de óleo de lavanda nos pulsos ou na planta dos pés, ou combine uma quantidade igual com água em um borrifador e borrife na cama.

Dicas adicionais para ajudá-lo a lidar com o estresse do feriado

Além dos suplementos recomendados acima, quero compartilhar algumas dicas que você pode aplicar imediatamente para ajudá-lo a lidar com o estresse das férias. A coisa mais importante a lembrar durante esta temporada de férias é que é apenas uma temporada, e elas vêm e vão.


O que quer que você esteja enfrentando é temporário, não é permanente, e você sempre tem opções para cuidar de si mesmo e superar as situações mais estressantes. Todos os dias, à medida que as férias chegam, lembre-se:



  • Respirar. Reduzir a respiração conscientemente o ajudará a relaxar, o que naturalmente melhorará sua frequência cardíaca, tornará suas artérias mais flexíveis e diminuirá sua pressão arterial.


  • Relaxar. Como o estresse tem muitos efeitos negativos em seu corpo, como ativar seus hormônios de "luta ou fuga", o relaxamento é vital para sua saúde e longevidade. Uma técnica que auxilia no relaxamento é a Técnica de Libertação Emocional (EFT); Além disso, existem outros métodos naturais para acalmar e aliviar sua mente.


  • Modere a ingestão de álcool, cafeína e açúcar. Enquanto esses três estão entre as substâncias mais usadas durante a temporada de férias, eles não promovem a saúde ou aliviam o estresse.


Embora o álcool, a cafeína e o açúcar possam "apagar temporariamente" os efeitos colaterais quando consumidos em excesso, a satisfação temporária que eles podem proporcionar dificilmente vale a pena consumir.


  • Exercite-se regularmente. Qualquer tipo de exercício pode melhorar sua saúde mental e física durante a temporada de férias. Alguns dos meus favoritos são: treino de core, exercícios de cardio de alta intensidade, exercícios de pico de condicionamento físico, treinamento de força e alongamento.


Mesmo uma caminhada rápida pelo quarteirão o ajudará a lidar com situações e pessoas estressantes, portanto, mantenha seu casaco à mão e não tenha medo de sair das festividades, se necessário.


  • Estabelecer limites. Uma das melhores maneiras de estabelecer limites é usar a simples palavra "Não". Ao recusar certos convites e ofertas, você pode preservar alguma sanidade que poderia se transformar em uma época do ano terrivelmente ocupada e estressante.


Lembre-se, você não precisa comprar presentes, cozinhar, decorar ou entreter – essas são escolhas que você pode fazer.


Examine quaisquer expectativas irreais e estabeleça limites em torno de atividades familiares para tornar a temporada mais agradável para você e sua família. Embora dizer "não" possa ser desconfortável a curto prazo, você não vai se arrepender da liberdade e da paz que isso pode proporcionar a longo prazo.



FONTES E REFERÊNCIAS